segunda-feira, 7 de maio de 2012

O segredo que eu não te confessei, o consolo que eu não te dei.

Cabelos brancos não doem. Mas minha vaidade grita de desespero.O tempo passa e muda a gente. A difícil lição é encontrar beleza em si mesmo. Beleza na mudança. Beleza em nós mesmos em todas as nossas idades. Cores. Texturas. Cheiros. Sabores. Beleza nos defeitos. Beleza na velhice. Beleza em envelhecer. Calvície também não dói, meu amor. E você continuará sempre bonito e perfeito aos meus olhos, tão atraente para mim agora com vinte até quando tiver trezentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário